fbpx
Sistemas de gestão para pequenos negócios

Sistemas de gestão para pequenos negócios

Se você abriu ou está pensando em abrir um negócio, deve estar pensando que ter um sistema de gestão é caro e que o seu caixa não comporta esse investimento no momento, porém a tecnologia pode ser uma excelente aliada no crescimento da sua empresa.

Sabemos que no início os gastos com a abertura da empresa são enormes: guias, impostos, contador, estrutura, divulgação, pessoal, estoque, etc. Ufa! Parece que a lista de despesas não tem fim e sabemos que abrir uma empresa é um processo burocrático e nem sempre fácil.

Mas poder ter em mãos um sistema de gestão pode fazer toda a diferença e inclusive, ajudar a diminuir os custos com toda a burocracia que existe por trás de uma empresa. 

Vantagens de ter um sistema de gestão: 

Hoje em dia é fundamental ter um sistema de gestão, não somente para otimizar seu tempo e seus processos, mas para te ajudar a tomar decisões, montar estratégias e te ajudar a enxergar onde estão seus pontos fracos. 

Com o sistema de gestão adequado você terá uma visão mais ampla do seu negócio, além de unificar e proteger as suas informações. 

  • Maior transparência na análise de dados. 
  • Melhor eficiência na gestão. 
  • Mais segurança para suas informações
  • Otimização com custos de TI. 
  • Relatórios melhores e mais assertivos. 
  • Acesso remoto.
  • Flexibilidade para acessar dados e relatórios. 
  • Redução de custos com burocracia. 
  • Todas as informações que você precisa em único local. 
  • Parâmetro para suas informações. 
  • Gráficos de evolução da sua empresa. 
  • Aumento de receita. 
  • Processos mais eficientes. 
  • Única fonte de informações e dados. 
  • Indicadores de desempenho padronizados. 
  • Coleta automatizada de dados. 
  • Redução de falhas humanas.
  • Tomadas de decisões mais assertivas e ágeis. 
  • Integração de várias áreas da empresa. 
  • Atualização de dados em tempo real. 
  • Fácil controle sobre os dados. 
  • Ajuda a fazer melhorias contínuas nos processos. 
  • Informações confiáveis. 
  • Diversos modelos de relatórios.
  • Aumento de produtividade. 
  • Diferencial competitivo. 
  • Monitoramento e correção de possíveis problemas e gargalos. 
  • Maior controle financeiro.
  • Melhor controle tributário. 
  • Redução de fraudes. 
  • Aumento da satisfação do cliente. 

A lista de vantagens em ter um sistema de gestão é enorme, logo, você não deve encarar a implantação de um sistema desses como custo, e sim, como um investimento que vai te dar retorno, não somente financeiro, mas que vai te ajudar a poupar tempo, a deixar seu cliente mais satisfeito, a tomar decisões mais assertivas, além de te ajudar a enxergar falhas, problemas, gargalos e a mudar sua estratégia de negócios mais rapidamente se precisar. 

Um bom sistema de gestão vai te dar a visão global da sua empresa, aquilo que está sendo feito de forma correta e o que precisa ser mudado rapidamente. 

Os benefícios  de ter um sistema implantado são muitos e podem te economizar horas de dor de cabeça e problemas, imagine poder identificar rapidamente um estoque depreciado, uma pagamento não executado, ou uma estratégia que simplesmente está jogando seu dinheiro fora? 

Quanto mais rápido você consegue identificar as falhas e os pontos fracos, mais facilmente você conseguirá corrigi-los, e o mais importante, um sistema de gestão não vai economizar somente seu dinheiro, ele vai te economizar tempo, e muitas vezes, em um processo de tomada de decisão, tempo é muito mais que dinheiro. 

Não é porque o seu negócio é pequeno que não precisa de uma boa gestão, boas ferramentas de análise que gerem bons dados e que te protejam e te avisem sobre erros e estratégias que podem estar minando sua empresa. 

3 Sistemas de gestão para negócios pequenos

Conta Azul

Com planos mensais a partir de R$89,90, com a Conta Azul a sua empresa poderá ter: controle financeiro e de vendas, emissão de NF, conciliação bancária, cobrança automática e integração com o contador, para você acompanhar a saúde financeira da sua empresa de qualquer lugar, a qualquer hora!

Gestãoclick

Com um plano anual completo, você paga R$149,90/mês e tem acesso a: emissão de notas fiscais, controle de estoque, contratos, controle financeiro, até 6 contas de usuários, realização de orçamentos online, cadastro de clientes e fornecedores; e relatórios financeiros, de estoque, vendas e de cadastros. 

Keruak 

A Keruak foi premiada em 2019 pela B2B Stack como o software mais bem avaliado do Brasil por seus clientes, na categoria ERP Financeiro. Com um plano mensal de R$69,90 por usuário é possível ter acesso a: emissão NF-e (ilimitados) , cadastro de usuários, aplicativo mobile, contas a pagar e receber, fluxo de caixa/plano de contas, conciliação bancária OFX, emissão de boletos (ilimitados), contas bancárias, gestão contratos serviços, construtor de relatórios, orçamentos/propostas, controle de estoque, integração com B.I, integração com Desk Manager, integração com WhatsApp

Gostou? Quer conhecer mais ferramentas para te auxiliar no dia a dia da sua empresa, clique aqui conheça o Help! o nosso e-book com uma curadoria de ferramentas para quem empreende.

Redação e revisão Vanessa Fontes

Tendências para 2021, a janela do futuro segundo pesquisas realizadas no Pinterest

Tendências para 2021, a janela do futuro segundo pesquisas realizadas no Pinterest

Você quer saber o que vai ser tendência e fazer sucesso no futuro? Então é hora de se ligar no Pinterest, é lá que a janela para o futuro se abre. 

Você com certeza já fez uma pesquisa sobre alguma coisa e acabou abrindo o Pinterest e vendo coisas que achou bacana e que talvez ainda não tivesse pensado em fazer ou que precisava, ou ainda, usou o pinterest para planejar uma festa, uma decoração, uma reforma, ou apenas navegou em busca de inspiração para um designer, artesanato ou um look de moda. 


O Pinterest se tornou um lugar onde se pode enxergar o futuro, e não somente o futuro que você planejou dentro das suas pastas de pins, mas aquilo que ainda se tornará uma tendência e fará sucesso, seja na área da moda, do designer, da decoração ou do life style( estilo de vida). Segundo o próprio Pinterest, 459 milhões de pessoas pesquisam na plataforma em busca de planejar alguma coisa ou se inspirar em algo. 

Oito em cada dez previsões feitas para o ano de 2020 pelo Pinterest sobre o que seria tendência se confirmaram, logo, a plataforma é uma ferramenta muito valiosa para você entender sobre o comportamento e o que pensa o seu consumidor, o que ele vai querer no futuro, que já está planejando hoje. 

Diferente de 2020, esse ano não será focado em tendências que mirem uma volta de comportamento e estilo de vida antecessora à pandemia. Já internalizamos que voltar ao que era antes não é possível e passamos a aceitar as mudanças e buscar a melhor forma de consumá-las em nossa vida. 

As pesquisas dentro da plataforma apontam para um futuro onde o home office se estabelece e precisa ser feito com conforto, outra tendência é um estilo de vida mais minimalista, que consiga tornar a rotina mais leve e agradável. 

Com o isolamento social, as pessoas passaram a sentir e interagir de forma diferente com os espaços, principalmente com a própria casa, o que antes era apenas um lugar para tomar um banho quente e dormir, se tornou local de trabalho, estudos, descanso, lazer e convívio familiar, em geral, mais intenso. A mesma casa que antes abrigava uma família em que seus membros saiam para trabalhar e estudar todos os dias e só voltavam a se reencontrar de noite, hoje, precisa acomodar todos, o dia inteiro em suas mais diversas e distintas atividades. 

Quando ir para fora se torna algo difícil, é natural olharmos para dentro, seja do nosso espaço ou do nosso interior, uma das tendências mais apostadas para 2021 é a astrologia, as pessoas sentem necessidade de se conhecer melhor para poder se transformar. O termo mindfulness para crianças cresceu 4 vezes em 2021, hoje vemos pais que pouco conviviam com suas crianças passando o dia todo com elas e precisando se esforçar para criar uma rotina que contemple estudo, descanso e entretenimento, e com isso surgiu a necessidade de repensar a educação das crianças. 

O ano de 2021 também será marcado pelo grande crescimento de pessoas fazendo canais no Youtube, gravando podcasts, escrevendo blogs, aprendendo a cozinhar, bordar, tricotar, meditar, dentre outras atividades, o importante é tomar as rédeas da própria vida 

A busca pelo termo “como fazer um podcast” cresceu 130%, “montagem de prato gourmet” cresceu duas vezes, e por aí vai, as pessoas estão buscando se reinventar, seja para fugir do tédio, seja para criar uma nova fonte de renda. 

Para se ter uma ideia, o termo “ideias para pequenas empresas” cresceu 90%, muita gente que vinha sonhando em empreender, mas não tinha coragem de sair do emprego ou simplesmente mudar de área, em 2021 podem ser encorajadas a fazer isso, e isso se reflete no número de pequenas empresas que foram abertas, segundo o Sebrae, 98 mil pequenas e micro empresas foram abertas até abril, e não estamos nem no meio do ano ainda. 

Você quer saber o que vai ser tendência, então fique de olho no Pinterest Predicts, as pessoas podem estar isoladas fisicamente, mas a verdade é que nunca estiveram tão conectadas, não somente na internet e nas redes sociais, mas consigo mesmas. 

Redação e revisão Vanessa Fontes

Pequeno empreendedor:  3 passos para melhorar a gestão do seu negócio

Pequeno empreendedor: 3 passos para melhorar a gestão do seu negócio

Abrir um negócio requer muita pesquisa e análise, mas para manter esse negócio funcionando e proporcionar um crescimento orgânico saudável é preciso planejamento e estratégia. E não é porque o seu negócio é pequeno que é possível dispensar ferramentas de gestão, que podem ser valiosas para você e fazer toda a diferença nos resultados. 

É comum que pequenos e microempreendedores pensem que investir em sistemas ou automatização de processos é dispendioso e que seu negócio não precisa de algo mais sofisticado. Isso é um equívoco, quanto mais automatizado forem seus processos, melhor será a sua gestão. Sem contar que sabemos que a vida de um pequeno empreendedor não é fácil, na maioria das vezes você faz praticamente tudo sozinho: contas a pagar, receber, produção, entregas, marketing, relacionamento com o cliente, dentre outros. 

Começar um negócio do zero, seja grande ou pequeno, é trabalhoso, e porque não poupar tempo, trabalho e dinheiro investindo em processo de gestão?

  1. Use sistemas ERP

Os sistemas de gestão integrados podem facilitar e muito a sua vida, normalmente esse tipo de sistema é dividido em módulos e seu objetivo é integrar as diversas áreas e informações do seu negócio, e isso pode ser excelente no momento de tomada de decisão. 

Esse tipo de sistema lhe dará uma visão global do seu negócio, e isso vai te ajudar a planejar e montar suas estratégias de forma mais assertiva e eficiente, além de permitir que você consiga controlar seus processos em único local. 

O investimento em um sistema ERP pode parecer alto para um pequeno empreendedor, mas ele se paga ao longo do tempo, afinal, otimizar processos e reduzir tempo de tarefas vai te poupar dinheiro e aumentar a sua produtividade. 

  1. Automatize processos 

Nem todos os processos podem ser automatizados, mas  certamente uma boa parte das atividades de uma empresa pode e deve ser automatizada, principalmente aquelas que são burocráticas. Quanto mais automatizados forem seus processos, menor o risco de erros e maior a economia de tempo com tarefas que podem perfeitamente serem feitas de forma automática pelo sistema. 

Pense que para você, que é um pequeno empreendedor, seu bem mais valioso é o tempo, então decida gastá-lo com tarefas e processos que exigem o seu esforço manual e automatize aquilo que pode e deve ser automatizado. 

  1. Contrate pessoas para te auxiliar 

Ninguém faz tudo ou é bom em tudo, já ouviu aquele ditado que: quem faz tudo, não faz nada bem? 

Mantenha seu foco naquilo em que você é bom e contrate alguém para te ajudar nas demais tarefas, não tenha medo de delegar. Quanto mais você delegar, mais tempo terá para focar nas atividades que são fundamentais a sua análise e presença durante o processo. 

Se você é muito bom em vendas e se relaciona bem com os clientes, mas não entende muito ou não tem grandes habilidades com a parte financeira, não gaste sua energia e seu tempo com isso, contrate alguém da área para te auxiliar com essa parte. 

Entendemos a dor de crescer e hoje, se você é um pequeno empreendedor, talvez esteja tomando conta de tudo sozinho há um bom tempo e até tenha aprendido muito sobre diversos processos da empresa neste período. Mas para sua empresa crescer, você vai precisar de ajuda. E quanto mais cedo aprender a delegar, melhor! 

Gerir um negócio, seja grande ou pequeno é desafiador, mas não existe motivo para fazer isso sozinho ou da forma mais difícil, tenha em mãos as ferramentas que vão te ajudar a crescer e a fazer uma boa gestão.

Se ainda tem muitas dificuldades e não consegue sair do lugar, fale conosco no Whatsapp e saiba mais como podemos auxiliar sua empresa através de uma consultoria.

Redação e revisão Vanessa Fontes

Como Criar um Plano de Negócios | Parte II: Apresentação da Empresa

Como Criar um Plano de Negócios | Parte II: Apresentação da Empresa

Um bom plano de negócios não serve apenas como um mapa pessoal sobre a sua empresa, ele pode te ajudar a decidir sobre o momento certo para uma expansão, conquistar um sócio, conseguir um investidor, enfim, é um planejamento completo que todo empreendedor deveria ter.

Por isso, se você está querendo fazer o seu plano de negócios temos aqui uma receitinha básica a ser seguida, mas, assim como todo inventor de pratos gastronômicos, você deve inserir temperinhos especiais para dar um toque especial e deixar o seu plano de negócios único!

Seguindo a ordem do PN temos o sumário, que deve ser a última coisa a ser escrita, afinal ele é o resumo do seu plano de negócios e não tem como ter um bolo pronto sem antes bater a massa, não é mesmo? Seguido do sumário, temos a apresentação da empresa e é sobre ela que vamos falar hoje.

Como Fazer a Apresentação da Empresa no Plano de Negócios: Passo a Passo

Antes de vender um produto ou serviço, precisamos saber quem somos, qual a nossa missão e visão, quais são nossos valores. Oferecemos algo para pessoas, somos pessoas movimentando energia, dinheiro e serviços e por isso nunca podemos perder a nossa “humanidade” ao tratar da nossa empresa.

Passo 1: A Empresa

Esse passo é muito simples. Aqui você precisa colocar os dados jurídicos da sua empresa, nome da empresa e o número de inscrição no CNPJ . Caso sua empresa ainda não esteja registrada coloque o nome fantasia, e seus dados de pessoa física [nome completo e CPF]

Nome da Empresa ____________________________________

CNPJ/CPF ____________________________________________

Passo 2: Setor de Atividades

Antes de definir o setor, você tem muito claro qual o seu produto/serviço? O que a sua empresa vai comercializar? Tendo isso em mente, você precisa avaliar em qual setor o seu serviço e/ou produto se encaixa, ex: Agropecuária, Prestação de Serviços, Indústria, Tecnologia da Informação, Comércio, Imobiliário etc.

Passo 3: Forma Jurídica

Como a sua empresa se enquadra na forma jurídica? Esse é um passo importante que muitas pessoas possuem dúvidas: sociedade simples, sociedade empresária, MEI, Simples… O que é tudo isso, são coisas iguais ou parecidas? Não são coisas iguais, devemos alertar. O Simples, por exemplo, é um enquadramento tributário e não uma Forma Jurídica!

Fique tranquila(o), na jornada do empreendedorismo o que realmente é indispensável, é estar aberto a aprender e se informar, por isso, caso você não saiba em qual Forma Jurídica a sua empresa se enquadra, procure um contador e o seu advogado de confiança e converse com eles sobre isso.

Para desanuviar a questão:

As principais formas jurídicas:

  • Sociedade

-Simples

Sabe quando dois ou mais dentistas se juntam em um mesmo consultório para prestar serviços e dividem os lucros? Isso é uma sociedade simples

Segundo a lei:
“Sociedade Simples é a sociedade constituída por pessoas que reciprocamente se obrigam a contribuir com bens ou serviços, para o exercício de atividade econômica e a partilha, entre si, dos resultados, não tendo por objeto o exercício de atividade própria de empresário” (art. 981 e 982, Código Civil, 2002)
-Empresária

A sociedade empresária é caracterizada por um grupo de empresários (dois ou mais) que se unem para praticar uma atividade econômica (indústria, comércio, ou serviços não especializados)

Segundo a lei:
É a reunião de dois ou mais empresários para a exploração, em conjunto, de atividade econômica. A Sociedade Empresária tem por objeto o exercício de atividade própria de empresário, sujeito a registro, inclusive a sociedade por ações, independentemente de seu objeto, devendo inscrever-se na Junta Comercial do Respectivo estado(artigo 982 e parágrafo único do código Civil).

  • MEI

Considera-se Microempreendedor individual pessoas que trabalham por conta própria e são pequenos empreendedores. Se você tem um sócio ou tem previsão de faturamento acima de R$60.000 essa forma jurídica não é a ideial para você.

  • Empresário Individual

Nessa modalidade a empresa não pode ter sócios, nesse caso, você é inteiramente responsável por ela.

Passo 4: Enquadramento Tributário

#DICAIMPORTANTE

Esse é um passo que você deve contar com um especialista.

Dois dos principais enquadramentos tributários para pequenas empresas são o Regime Simples e o Normal.

  • Regime Simples

O Regime Simples foi instituído em 2006 e simplifica o pagamento de tributos para ME (microempresa) e EPP (empresas de pequeno porte), para se enquadrar nesse modelo, além de outros critérios, deve ter um faturamento anual de até R$ 4.8 milhões

  • Regime Normal

Segundo o SEBRAE “Encaixam-se no Regime Normal as empresas que fazem o recolhimento de impostos da forma tradicional, ou seja, cumprem todos os requisitos previstos em lei para cada imposto existente.”

Passo 5: Capital Social

Aqui é o espaço para você descrever quanto cada sócio investiu no negócio, seja em capital em dinheiro, equipamento, ferramentas, locação de espaço, etc). Além disso, aqui você vai descrever quantos % os sócios possuem em relação ao negócio.

No próximo artigo vamos entrar, na minha opinião, em uma das melhores partes do PN: o Plano de Marketing. E se você quer receber antes de todo mundo Cadastre-se na nossa newsletter abaixo

Escrito por: Vanessa Fontes

Com informações do SEBRAE

5 Dicas Para Você Aproveitar Corretamente As Datas Sazonais E Vender Ainda Mais

5 Dicas Para Você Aproveitar Corretamente As Datas Sazonais E Vender Ainda Mais

5 dicas para aproveitar corretamente as datas sazonais e vender ainda mais

Com o dia das mães batendo na porta do varejo surge uma pergunta que não se deve calar: você está aproveitando bem as datas sazonais para aumentar as suas vendas ou deixa tudo para última hora e faz as mesmas promoções de sempre?

A contagem do calendário do varejo é diferente do calendário das pessoas comuns. Se no ano temos 12 meses e 365 dias, no varejo os meses se baseiam principalmente nas datas com maior pico de vendas, as datas sazonais. Mas veja, antes de investir os seus esforços em todas as datas comemorativas é preciso planejamento estratégico e para te ajudar com isso, separamos 5 dicas para você aproveitar corretamente as datas sazonais e vender ainda mais.

Vem com a gente!

#1: Antes de tudo entenda o seu negócio

Como estávamos falando, antes que você invista todas as suas cartas em uma determinada data comemorativa, como o dia das mães, por exemplo, é preciso saber se o seu negócio conversa com a data, ou seja, se seus produtos realmente são interessantes para O Dia em questão. Além disso, reveja seu pico de vendas nesta data nos anos anteriores. Se você não fazia o balanço e os registros de vendas em datas sazonais, esse é um ótimo momento para começar.

#2: Saia do quadrado e seja criativo

Agora que você já fez o balanço das vendas do último ano junto com as estratégias de comunicação que você usou na data, reflita se esse é o momento de mudar de estratégia, anuncie o seu produto de forma criativa e saia do quadrado dos anúncios e promoções manjadas.

Vamos lá, pensando que você vai fazer uma ação promocional para o dia das mães, mas o seu negócio é um supermercado de bairro, o que você pode fazer para atrair mais vendas, mesmo o seu negócio não lidando diretamente com produtos para o dia das mães?

Uma coisa tenho escutado falar muito nos últimos tempos e que vem se tornando cada dia mais real para mim, é “a experiência do usuário”. Estamos passando por uma fase onde todos queremos ser surpreendidos e sentir “algo”, uma conexão com os serviços que estamos adquirindo. Qual será então a promoção mais atraente para o seu supermercado: Uma cesta de produtos ou a experiência de ter em um espaço um jantar exclusivo para algumas mães selecionadas?

#3: Dê atenção ao estoque!

Esse é um ponto onde o planejamento é crucial e aquele tão falado balanço que mencionei na dica número 1 entra em evidência. Imagine que você criou uma super promoção, caprichou na comunicação, mas esqueceu de abastecer o seu estoque ou pior, como não tinha uma perspectiva de vendas criada através do planejamento, subestimou a data e não conseguiu atender a demanda. Para isso não acontecer, invista atenção no seu estoque, principalmente naqueles produtos ou serviços que com base na sua pesquisa dos anos anteriores, têm maior sucesso de vendas.

#4: Invista na capacitação dos seus vendedores

Um dos grandes erros de algumas empresas e gestores, no meu ponto de vista, é não perceber a importância de investir em pessoas: não conhecer a fundo a equipe com quem trabalha e principalmente não investir em capacitação. Tenha certeza, uma equipe sinérgica e bem preparada é grande responsável pelo sucesso de suas ações estratégicas para datas sazonais.

#5 Agregue valor ao seu produto

Como já disse antes, mais que um produto ou um serviço, nós compramos experiências e também ideias, satisfação pessoal, benefícios, beleza e reconhecimento na marca/produto, e em tempos de concorrência acirrada e comprador mais seletivo, agregar valor ao seu produto é imprescindível para fisgar seus futuros clientes e ainda mais, fidelizá-los.

Por esse motivo, além de criar embalagens personalizadas transformando os seus produtos em “únicos e especiais”, invista em vantagens como frete gratuito, garantia estendida; e é claro, valores não tangíveis como facilidade na comunicação, atendimento extraordinário e um pós venda de deixar a concorrência gastando lencinhos de papel!

Artigo por: Vanessa Fontes, redatora publicitária

6 Dicas Infalíveis Para Fidelizar Clientes Em 2020

6 Dicas Infalíveis Para Fidelizar Clientes Em 2020

O ano de 2019 pode ter sido muito desafiador para algumas empresas e profissionais, mas é com os desafios que precisamos aprender. Não podemos enxergar as barreiras e as dificuldades como coisas apenas ruins, são elas que nos dão a garra para buscar soluções, verificar a eficácia dos caminhos escolhidos e o melhor, nos dão a percepção de que é preciso mudar. É preciso mudar em 2020, é preciso mudar nossa estratégia de vendas que não deu muito certo, e digo mais, é preciso fidelizar clientes! É sobre isso que vamos tratar nesse artigo.

A fidelização é tão importante quanto adquirir novos compradores. Afinal, cliente fiel é um cliente satisfeito, que consequentemente vai comprar mais com você, vai citar a sua empresa em roda de amigos e o melhor, vai indicar o seu negócio para novos clientes fiéis, gerando mais receita para sua empresa e tornando-a mais conceituada e conhecida.

Mas como fidelizar seus clientes? Como tornar o consumidor mais exigente do século seu ‘brand lover’¹? É o que você vai descobrir agora, afinal 2020 é o ano da colheita e temos que colher clientes que acreditam em nosso negócio e estão dispostos a ser nossos advogados da marca!

#1 : Um Bom Atendimento É Indispensável

“A primeira impressão é a que fica”, essa é uma frase batida que ainda faz todo sentido, inclusive no mundo das vendas. Não falo de aparência, falo do atendimento que deve ser uma experiência incrível ao cliente, algo que ele vai lembrar e comentar na roda de amigos.

Atender o cliente com aquela ideia de “Ah, ele não tem cara de quem vai comprar mesmo” é um grande erro de muitos vendedores.

Simpatia e agilidade para entender o que o seu possível comprador quer é o caminho mais seguro para se tornar um vendedor querido e fidelizar ainda mais clientes. Pode ter certeza que dá próxima vez que esse cliente voltar ele vai querer falar com você.

Como fazer um bom atendimento? Esse vai ser assunto de um dos meus próximos artigos!

#2: Seja O Melhor Amigo Do Seu Cliente

Você precisa conhece-lo, saber suas preferências, entender suas necessidades. É dessa forma que você vai conseguir oferecer na hora do atendimento, exatamente aquilo que ele precisa. É importante ressaltar que o cliente não é mais um ‘date’² qualquer, você quer um relacionamento longo e duradouro com ele, por isso faça bem o pós venda: mande um cartão personalizado para esse cliente, mande um sms, um e-mail. Seja humano, isso faz toda a diferença. Não trate seu cliente como números, vocês devem ser bons amigos!

#3: Comunicação É Tudo E Tudo É Comunicação

Acredito que a base da fidelização, aliás, de uma empresa é a comunicação. É ela que faz com que o nosso atendimento seja impecável e nos ajuda a passar informações claras aos nosso clientes, sem ruídos.

#4: Saiba Mais Sobre O Seu Negócio

Não apenas sobre a sua empresa, mas sobre o seu negócio como um todo. O macro, sabe? Se você é um vendedor de uma loja de móveis e deseja fidelizar clientes, por exemplo, precisa saber sobre os tipos de madeiras, participar de feiras, conhecer tendências para poder instigar o estilo pessoal de decoração do seu cliente, e sobretudo, conhecer o seu concorrente.

Você é o melhor no que faz, tem o melhor custo benefício, tem conhecimento sobre o negócio. Se o seu cliente é fã de decoração, você deve ser o vendedor que vai poder conversar horas a fio sobre se o minimalismo é melhor que o industrial e todas as novas tendências das feiras de design de móveis e decoração.

#5: Invista Em Conhecimento

Esse é um passo muito importante para fidelizar clientes. Todos os dias existem novas tendências no mercado, e ter conhecimento, faz de você uma pessoa preparada para pegar todos os tipos de barco. Você pode navegar em uma canoa ou em um transatlântico, nada te para, pois foi criada a segurança que você precisa para exercer suas funções e fidelizar ainda mais clientes em 2020.

#6: O Depois Do Felizes Para Sempre

Vendas não é um conto de fadas que termina no “eles viveram felizes para sempre” é preciso cuidar desse cliente no pós-venda. Ele deve se sentir amparado e saber que se ele precisar, é com você que ele pode contar.

_______________________________________________________________

O significado das coisas

Brand lover¹: amante da marca. É um cliente que gosta tanto, mais tanto da marca/produto/empresa que resolve advogar a favor, gerando propaganda espontânea.

Date²: encontro casual que pode ou não virar algo sério, mas que geralmente é único e implacável!

Escrito por: Vanessa Fontes